O vício em jogos de azar e, em particular, em apostas esportivas, é uma preocupação cada vez maior em todo o mundo. O jogo compulsivo é um distúrbio comportamental que pode levar à perda total do controle financeiro. Para piorar as coisas, combater o vício em jogos de azar é muito difícil para quem sofre desse mal.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) descreveu o vício em jogos de azar como um transtorno de controle de impulsos, e inclui seu diagnóstico na seção de transtornos mentais e comportamentais do Código Internacional de Classificação de Doenças (CID). Isso mostra que o vício em jogos de azar é um problema sério em todo o mundo.

Um grande número de pessoas desenvolve vício em apostas e isso pode afetar sua qualidade de vida em muitos aspectos. As pessoas que sofrem de vício em jogos de azar tendem a gastar todo o seu dinheiro em jogos, deixando de lado suas obrigações financeiras, empregos, família e amigos. A maioria das pessoas que sofrem de vício em jogos de azar tem sentimentos extremos de vergonha e culpa, e pode até mesmo apresentar sintomas de depressão.

Para ajudar as pessoas que sofrem de vício em jogos de azar, é necessário primeiro entendê-las profundamente. O vício em jogos de azar é considerado um distúrbio comportamental baseado em vários fatores como a bioquímica do cérebro, alterações no sistema nervoso central e psicológicos, tais como a pressão de grupo e coerção social.

O diagnóstico de apostas é baseado na observação do comportamento de uma pessoa em relação ao jogo. Sinais de vício em jogos de azar incluem jogar por períodos mais longos do que o pretendido, jogar com mais dinheiro do que se dispõe, fechar os olhos para as consequências do jogo e se tornar cada vez mais obcecado em jogar. As pessoas que sofrem de vício em jogos de azar também tendem a esconder seus gastos com jogos de azar de seu cônjuge, familiares e amigos.

O tratamento para vício em jogos de azar é feito através de uma abordagem multidisciplinar. Isso inclui terapia cognitivo-comportamental, aconselhamento, medicamentos, terapia familiar e grupo de apoio. A terapia cognitivo-comportamental é uma das terapias mais comuns usadas para tratar o vício em jogos de azar. Ela ajuda os pacientes a identificar pensamentos e comportamentos negativos em relação ao jogo e a desenvolver habilidades e estratégias que podem ajudá-los a lutar contra o vício.

A terapia em grupo pode ser altamente eficaz para pacientes que sofrem de vício em jogos de azar. Os grupos de suporte fornecem um ambiente seguro e confortável no qual os pacientes podem compartilhar seus sentimentos e experiências, e obter conselhos úteis e informações de outras pessoas.

Conclusão

O vício em jogos de azar é um problema grave que afeta muitas pessoas em todo o mundo. O diagnóstico de apostas é importante para identificar este distúrbio comportamental e oferecer tratamento adequado aos pacientes. A terapia cognitivo-comportamental, aconselhamento, medicamentos, terapia familiar e grupo de apoio são abordagens utilizadas na luta contra o vício em jogos de azar. Se você ou alguém que você conhece está sofrendo com o vício em jogos de azar, procure ajuda profissional imediatamente.